Cecor

Faça sua doação
Ajude-nos a transformar vidas no seminário brasileiro, levando dignidade, garantindo o acesso a água e promovendo a segurança alimentar e nutricional dos mais vulneráveis.
Link: Página Facebook Link: Página Twitter Link: Página Contato

Início /
Notícias

03/05/2022

Projeto PRODUZINDO ÁGUA DO CAMPO À CIDADE






O projeto “Produzindo Água do Campo à Cidade”, ainda aberto à parcerias/financiadores, atuará na região da bacia do Rio Pajeú, abrangendo o município de Serra Talhada na área do Riacho Cachoeira. O projeto objetiva a implantação de áreas de recuperação de nascentes por meio de reflorestamento e de matas ciliares do Riacho Cachoeira por meio da implantação e manejo de sistemas agroflorestais – Safs com práticas de reuso de águas cinzas e águas negras. Serão focos da atuação do projeto a implantação de unidades de sistemas agroflorestais, sistemas de reuso de águas e ações de restauração nas 04 nascentes do Riacho Cachoeira localizadas em três comunidades distintas a partir da produção e plantio de mudas. Além dessas três, outras duas comunidades também terão atuação direta com apoio do projeto.

Dessa forma, o projeto se propõe a contribuir para a restauração das condições naturais do Riacho Cachoeira com ações e práticas de base agroecológica em dois trechos específicos e estratégicos do riacho, beneficiando famílias ribeirinhas em 05 comunidades diretamente e, indiretamente também se beneficiarão com esse projeto as demais comunidades circunvizinhas e a população da cidade de Serra Talhada, pelo fato do Açude Cachoeira representar a maior parte do abastecimento d’água da cidade. Para tanto, o projeto favorecerá por meio de processos de educação ambiental iniciativas de recuperação das matas ciliares e das nascentes, e a busca por uma maior conscientização das comunidades ribeirinhas sobre a sua conservação. Será realizado um processo de educação ambiental, com atividade de mobilização, de formação, e de intercâmbios, implantação de viveiros de mudas de espécies nativas e frutíferas e implementação de sistemas de reuso de águas, sensibilizando a população sobre a importância das ações do projeto. Serão envolvidas diretamente as famílias agricultoras organizadas em 05 núcleos comunitários de revitalização do Riacho Cachoeira.

A principal estratégia do projeto consiste na mobilização e articulação das comunidades para implantação dos núcleos comunitários de revitalização que serão preparados para desenvolver ações discutidas com as comunidades e suas organizações, grupos de jovens, grupos de mulheres, a partir de uma gestão integrada. Todas as ações planejadas (formação, capacitação, implantação de unidades de SAFs e de reuso de águas, enriquecimento das nascentes, plantio de mudas, etc.) serão desenvolvidas em cada um dos núcleos constituídos, como uma forma de construir unidades de restauração do Riacho Cachoeira e de espaços de discussão acerca da gestão do uso do solo e das águas do riacho. Os Núcleos atuarão em consonância com os espaços de políticas públicas, conselho municipal e comitê territorial bem como com outras ações já existentes desenvolvidas pelo governo do município, do estado, do poder público federal e ONGs atuantes na região.

Como parte das suas estratégias de sustentabilidade, o projeto promoverá o fortalecimento de capacidades locais por meio dos processos de formação e de assessoria para o manejo sustentável de recursos naturais; construirá referências de manejo integrado dos recursos naturais com base na agroecologia e ênfase na recuperação da cobertura vegetal do entorno do Riacho e suas nascentes e estabelecerá parcerias com organizações sociais que atuam na região e com o poder público.

No semiárido, um dos maiores bens nas propriedades rurais é a disponibilidade de água. Nos anos em que a água é insuficiente, as famílias são obrigadas a abandonar boa parte de suas atividades rurais e às vezes abandonam suas terras. A temática da água tem sido o centro da atuação do CECOR.

Várias das tecnologias sociais de captação e armazenamento, manejo e gestão da água com as quais o CECOR atua, têm como premissa a preservação desse bem e a descentralização das soluções para o bom uso e manejo. Em específico no semiárido, é importante a preservação das nascentes, pois permite que os riachos continuem correndo água boa parte do ano. Por menor que sejam as nascentes, sua preservação permite que uma série de animais e insetos sobreviva polinizando e dispersando sementes de plantas.


« Voltar
Este website utiliza cookies

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência, otimizar as funcionalidades do site e obter estatísticas de visita. Saiba mais